Atividade física, educação e igualdade de género

As relações que rapazes e raparigas estabelecem com o seu corpo estão significativamente condicionadas pelas questões de género. Na escola atual, o corpo, enquanto objeto de tratamento pedagógico, ocorre essencialmente nas disciplinas ou áreas não curriculares que contemplem a prática de atividades físicas e desportivas (como a Educação Física e o Desporto Escolar). Assim, para além da promoção de hábitos de vida mais saudáveis, o desenvolvimento de técnicas desportivas (possibilitadoras de lidar com a corporalidade e as questões de género subjacentes) constitui uma tarefa incontornável no desenvolvimento do indivíduo em idade escolar (Kirk, 2003; Pinto et al, 2015).

Como salientam Pinto e colaboradores (2015), “os corpos no e do desporto devem ser vistos em si mesmos e nos modos como incorporam as questões de género. As desigualdades e injustiças entre mulheres e homens patentes no desporto refletem o que também está presente, com maior ou menor extensão, na sociedade em geral” (p. 88). Deste modo, a escola atual deverá ser capaz de promover “novas formas de olhar os corpos e suas produções promoverão possibilidades de novas corporeidades no sentido de valorização da educação e formação de crianças e jovens” (Pinto et al, 2015, p. 90).

Para além do exposto, esta oficina de formação surge também das necessidades formativas explanadas nos Planos de Ação Estratégica (Programa Nacional de promoção do Sucesso Escolar) dos Agrupamentos de Escolas Públicas associados do CFAE Braga/Sul.


Informações:

Registo de Acreditação: CCPFC/ACC-90275/17
Destinatários: 2º Ciclo, 3º Ciclo e Secundário
Modalidade: OF
Duração: 13 horas presenciais e 13 horas de trabalho autónomo, perfazendo 26 horas
Local: Escola Secundária D. Maria II
Regime de avaliacao:
Data de Realização da Ação: 10-04-2018 a 05-06-2018

Formadores

Nenhum formador selecionado.

Inscrição